sexta-feira, 26 de março de 2010

GRRR

Agarras nas palavras e brincas com elas para ridicularizar as palavras que deixei às outras pessoas. Confirmas e Desconfirmas e depois vens com palavras que me roubam o ilusório sorriso e atiras que também querias muita coisa, ao ar. É Infame. É Ilusório. É Hediondo. O mais rídiculo é quando sorris ao fazê-lo e prometes novas opurtunidades. Também sei ter novas opurtunidades, mas não quando se começa o que não teve início. Depois continuas com sorrisos, porque a tua vida corre mal, e também queres contagiar os outros quando isso acontece. Vai-te Bugiar.

quarta-feira, 10 de março de 2010

Eloquente

É óbvio que a primeira palavra é o contacto com o fim da acção. Ou então podemos dizer que a sensação de flutuar neste pequeno mundo eloquente é rídicula. o mais rídiculo são as pessoas. Não há nada mais rídiculo do que a eloquente vida. Podemos ver-nos ao espelho, que rídiculos. Somos todos eloquentes, moribundos, quer dizer pessoas. Não é preciso palavra para vermos que somos obviamente eloquentes , ou estúpidos. Basta abrir a boca para a memória agir: Somos naturalmente ridículos.